Aprenda a preencher um Currículo Funcional!

Se você deseja saber como elaborar um currículo funcional, então continue lendo este artigo.

Pois, aqui iremos explicar com detalhes o que ele é, quais as vantagens e desvantagens de se ter um e algumas dicas de como preenchê-lo corretamente.

Saiba mais sobre o Currículo Cronológico!

O que é o Currículo Funcional?

Primeiramente, um currículo funcional enfoca as habilidades e experiências, não uma experiência cronológica. Sendo assim, esse tipo de currículo, as capacidades e realizações dos candidatos são o foco. Ele prioriza o bom desempenho e as suas realizações, portanto, também é chamado de curso baseado em habilidades. Além disso, o histórico de trabalho está incluído, mas apenas como uma lista de empregos e empregadores. Este documento é geralmente utilizado por pessoas nas quais estão mudando de carreira, possuem lacunas profissionais ou experiências profissionais onde nem sempre estão diretamente relacionadas à vaga anunciada.

Publicidade:

currículo funcional

Vantagens e desvantagens do Currículo Funcional

As principais vantagens do modelo de currículo funcional são:

  • Mesmo sem a experiência de trabalho exata necessária ao cargo, um currículo experiente pode aumentar as chances de entrevista;
  • Este tipo é muito adequado para a transição para uma nova carreira porque as habilidades relevantes são destacadas e a falta de experiência raramente é notada;
  • O modelo funcional não apresenta um histórico de empregos detalhado, permitindo ocultar as falhas de emprego caso não estejam no mercado profissional há muito tempo;
  • Um currículo funcional é adequado para quem muda de emprego com frequência. No entanto, o modelo de currículo funcional também traz desvantagens aos candidatos.

No entanto, lembre-se sempre, ao se candidatar a algo semelhante ao emprego atual, use sempre um currículo cronológico ou combinado. Pois, os empregadores tendem a focar nas experiências profissionais. As principais desvantagens dos cursos funcionais são:

Publicidade:

  • Os currículos funcionais podem fazer os recrutadores acreditarem que os candidatos estão removendo detalhes de sua experiência de trabalho porque querem esconder algo;
  • Não é mostrado claramente o desenvolvimento da carreira ou o desenvolvimento de responsabilidades anteriores, podendo ser pouco atraente para muitos contratantes;
  • Esse modelo não se baseia em experiências anteriores, podendo ser desvantajoso em cargos onde requeiram experiência de longo prazo em atividades relacionadas a vagas;
  • Esse formato nem sempre funciona bem em campos e empresas tradicionais, pois eles buscam informações específicas nos currículos que recebem.

Dicas de Currículo Funcional

Existem algumas técnicas de modo a criar um currículo funcional que podem atrair a atenção do candidato, mesmo que sem enfatizar as práticas de trabalho do candidato. Sendo assim, separamos algumas dicas, veja abaixo.

Retomar o desenvolvimento

Considere adicionar um resumo no início de seu currículo funcional, enfocando as capacidades relacionadas ao trabalho. Pois, essa é uma ótima maneira de mudar a visão que o empregador tem de você em um piscar de olhos.

Publicidade:

Organize o currículo funcional por assunto

Ao escrever um currículo funcional, organize o documento por assunto, em vez de simplesmente listar seus empregos em ordem cronológica reversa. Dessa forma, esses tópicos podem ser habilidades ou qualificações listadas no curso (exemplo: “recrutamento” e “atendimento ao cliente”). Ao agrupar suas capacidades, mesmo quando a sua experiência profissional esteja ligeiramente relacionada à vaga em questão, os empregadores podem ver mais facilmente que você possui as habilidades adequadas à vaga.

Use palavras-chave

Certifique-se de usar palavras-chave de descrição de trabalho em seu currículo funcional. Pode-se usar essas palavras como títulos de tópicos ou listas com marcadores a fim de descrever suas capacidades e realizações com mais detalhes. Pois, isso ajudará os empregadores a ver que suas habilidades correspondem aos requisitos da vaga.

Mencionar itens relacionados

Além disso, você deve incluir também quaisquer projetos pessoais ou profissionais nos quais devem provar o seu sucesso no desenvolvimento e conclusão de tarefas.

Inclua as suas experiências

Caso o emprego anterior não tenha nada a ver com o emprego no qual você está procurando, não importa, uma vez que você ainda pode precisar incluir suas experiências. Portanto, inclua isso na parte inferior do currículo funcional a fim dos empregadores possam se concentrar nas capacidades ao invés das experiências. Sendo assim, verifique novamente as vantagens e desvantagens desse currículo no momento onde for enviar seu currículo para alguma vaga encontrada no LinkedIn ou site semelhante. Gostou do nosso artigo? Compartilhe nas redes sociais!

Como elaborar o Currículo Lattes? Veja agora!